Visando sempre a satisfação total dos nossos clientes e com a intenção de construir parcerias baseadas em respeito e confiança, criamos a política de troca e devolução baseada no Código de Defesa do Consumidor.

AO REALIZAR A COMPRA PRESTE BASTANTE ATENÇÃO:
- Na descrição do produto;
- Nos prazos para postagem;
- Veja se o mesmo atende às suas necessidades;
Em caso de dúvidas, entre em contato com nossa equipe, teremos o maior prazer em respondê-lo e ajudá-lo.

O prazo para solicitação de troca/devolução é de sete dias corridos, a contar final de semana e feriados, a partir do recebimento da encomenda. Fique atento às condições listadas abaixo.

CONDIÇÕES PARA TROCA OU ESTORNO DO PAGAMENTO

Você gostaria de receber um produto com indícios de uso? Cheio de pêlos, baba, com mau cheiro (mesmo que seja mínimo) ou "alargado" depois de ter sido experimentado? Pois é, ninguém gostaria, e você com certeza não receberá da loja Cartão Animal um produto nessas condições. Então, não aceitaremos em hipótese nenhuma peças devolvidas nesses estados. Nossa equipe não se responsabiliza pela limpeza das peças retornadas e produto será devolvido sem troca.

Para troca ou devoluçõa o produto precisa estar:
- Intacto, a etiqueta e o adesivo afixados à peça e dentro do envelope plástico;
- Não-lavado, não-usado e sem odores;
- Sem qualquer tipo de alteração
- se apresentar defeito por MAU USO ( Ex.: mordido), o estorno não será autorizado e o produto devolvido ao cliente.

TROCA POR TAMANHO

Disponibilizamos na descrição as medidas dos produtos oferecidos pela loja. Como cada pet tem suas particularidades sugerimos que meça o seu, assim você saberá o tamanho correto.
Em casos de troca por tamanho, os fretes de reenvio (da peça a ser trocada e da nova peça) ficam por conta do comprador. O produto deverá ser devolvido em até sete dias após o recebimento da mercadoria. Ao chegar em nossa loja, passará pela análise de nossa equipe, ele deverá estar nas mesmas condições em que foi enviado, sem apresentar qualquer sinal de uso, pelos, odores ou danificação. Caso apresente qualquer desses sinais, será devolvido sem troca.

Você deverá consultar nossa equipe sobre a disponibilidade em estoque do novo tamanho.

Não fazemos estornos de valores referentes à escolha incorreta de tamanho.


O Código de Defesa do Consumidor (CDC) garante ao comprador o direito de substituição do produto apenas em casos de defeitos aparentes ou dos chamados vícios ocultos. O estabelecimento, porém, não é obrigado a efetuar trocas em outras situação, tamanho errado.

DEFEITOS DE FABRIÇÃO

Nossos produtos passam pela triagem de três equipes. Mas, ainda assim, pode passar algo despercebido. Se for o caso da sua encomenda, entre em contato com a loja Cartão Animal, enviaremos outro produto ou faremos o estorno do valor. Para esse procedimento, é necessário que o produto avariado seja enviado novamente à loja. O reenvio da peça nova e do produto defeituoso é por nossa conta.

PRODUTOS FEITOS SOB MEDIDA

Trabalhamos com muitos produtos personalizados, neste caso a troca ou reembolso só será realizado em caso de DEFEITO DE FABRICAÇÃO, conforme CDC. Compras de produtos sob encomenda não se encaixam no direito de desistência, caso o fornecedor cumpra com os prazos de produção informados aos consumidores. Portanto, pedimos que LEIA atentamente a descrição do anúncio e caso tenha dúvidas entre em contato com nossa equipe para esclarecimentos.

CÓDIGO DO DIREITO DO CONSUMIDOR
Titulo: 001 - QUANDO O FORNECEDOR TRABALHA COM PRODUTOS SOB ENCOMENDA, É OBRIGADO A ACEITAR A DESISTÊNCIA DO CONSUMIDOR?
O Código de Defesa do Consumidor não obriga o fornecedor a aceitar a desistência após a realização do negócio. Importante que o consumidor seja informado sobre a encomenda e o prazo para entrega. Cabe ao fornecedor cumprir a oferta, caso contrário, o consumidor poderá rescindir o contrato com direito à restituição da quantia paga, nos termos do artigo 35, III do CDC.

"Poderia o consumidor exercer o direito de arrependimento nas compras de produtos fabricados sob encomenda? Entende não ser possível, em razão do princípio da boa-fé. Possível será, se for o caso, a reclamação por eventual vicio (defeito) do produto fabricado, mas não se admitirá o arrependimento que, em regra, é imotivado.

Fonte: Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor - PROCON: http://www.procon.sp.gov.br/dpe_respostas.asp?id=32&resposta